Quem é?

Foto: Antônio David

Texto: Iluska Cavalcanti

Aos 15 anos Guy Joseph ganhou uma câmera de presente de seu pai, foi o incentivo que precisou para dar os primeiros passos na fotografia. Ela era do tipo “caixão” da marca Kodak e proporcionou os primeiros “cliques” de Guy Joseph que foi descobrindo sua vocação pela fotografia em cada enquadramento. O laboratório ou câmera escura, como era chamado, foi sendo desvendada a partir dos ensinamentos de seu tio Américo, em um espaço improvisado, na cozinha de sua casa “Lembro-me da indescritível emoção de ver pela primeira vez a imagem surgir sobre o papel fotográfico, na banheira do revelador”, conta. Uma boa parte de seu acervo de fotos foram registradas no Rio de Janeiro, onde morou quando completou seus 22 anos. A cidade Maravilhosa inspirou Guy Joseph durante quase uma década. No início dos anos 80, quando retornou à Paraíba, passou a utilizar as câmeras de vídeo. A fotografia foi ficando de lado pois não havia revelação de slides coloridos. na Paraíba. “Os filmes eram enviados para laboratórios de São Paulo, numa espera angustiante de cerca de quinze dias até se poder saber o resultado do que se havia sido fotografado”, disse. A dificuldade de revelar slides na Paraíba contribuiu para que Guy desse um tempo na fotografia, passando a se dedicar a publicidade, chegando a montar uma agência de propaganda e a primeira produtora de vídeo na Paraíba. Guy só reatou o seu romance com a fotografia em 1998, quando teve contato uma novidade surpreendente para a época: a câmera digital. “Com apenas um megapixel de resolução, essa câmera despertou a minha curiosidade e reacendeu aquela velha chama da paixão pela fotografia”. A novidade veio com um aperfeiçoamento digital e rápido aumento na qualidade das imagens com o passar dos anos. Foi graças à evolução da fotografia que nasceu, em 2006, uma das mais importantes obras do fotógrafo: o projeto da Expedição fotográfica “Terra da Gente Paraíba” , que se constituía de uma série de exposições itinerantes e lançamento do livro “ Terra da Gente Paraíba”. O livro conquistou grande repercussão chegando a atingir países, como a Inglaterra, Alemanha, França, Portugal, Canadá, Japão e Suíça, entre outros. A ideia de fotografar uma Paraíba até então pouco explorada deu tão certo que conquistou o financiamento do FIC-Fundo de Incentivo à Cultura, através da Lei Augusto dos Anjos, do Governo do Estado da Paraíba. Após se mudar para bananeiras em 2007, e realizar fotografias quase diárias com a beleza da cidade, lançou, em 2011, seu segundo livro, o “Bananeiras – Recortes”, com fotos selecionadas, como o nome já diz, a lugares representativos da cidade. Em 2014, quando voltou a morar na capital paraibana, engatou o projeto “Cana Fogo e Bagaço” para o resgate da memória dos antigos engenhos de Cana de Açúcar. O projeto ainda se encontra em fase de desenvolvimento. No início de 2017, quando estava prestes a completar seus 70 anos, em junho daquele ano, tomou a iniciativa de marcar a data com uma exposição retrospectiva intitulado de “Instante 70”, projeto onde relembrará, através de uma série de exposições além da publicação de um livro de fotografia, toda a sua trajetória de vida. Quem visitar as exposições ou vir a adquirir o livro poderá encontrar parte dos instantes dos 70 anos de Guy Joseph através das lentes de suas câmeras, e conhecer recortes dos lugares e personagens que percorreu em sua trajetória.

Prêmios

Prêmios

1986 – Premio de Pintura UFPB

1981 – Concurso para criação da logomarca da Fundação Espaço Cultural José Lins do Rego

1999 – Criação da Logomarca do Folia de Rua

2006 - Prêmio Abrajet PB - Melhores do Ano de 2006

2007 - Troféu Heitor Falcão - Coluna Abelardo Jurema Fº

Álbuns

1968 – Lançamento do Álbum de Serigrafias “América, América”

1982 – Catálogo de fotos “Paraíba Monumentos” – Governo da Paraíba

Exposições

1976 – Exposição no Shopping da Gávea no Rio de Janeiro.

1976 – Exposição Galeria Vasp em São Paulo.

2003 – Exposição Caras & Bocas & Purpurina, na Galeria Tomaz Santa Rosa, Casarão dos Azulejos, João Pessoa – PB.

2003 – Exposição Fotográfica no XI Salão de Artes Plásticas, Casarão 34, João Pessoa –PB.

2004 - Exposição coletiva na cidade de Azul - Argentina

2006 – Exposição e Publicação do livro de fotografia “Terra Gente Paraíba”, na Usina Cultural Energisa em João Pessoa – PB.

2010 – Exposição fotográfica coletiva no Fenart – Estival de Nacional de Arte, em João Pessoa – PB.

2016 – Exposição fotográfica individual na Academia Paraibana de Letras em João Pessoa – PB.

2016 – Exposição fotográfica junto com o fotógrafo Antônio David no Instituto dos Arquitetos do Brasil, em João Pessoa-PB

2017 - Exposição "A Arte da Capa de Livros" Galeria Espaço Arte da Livraria do Luiz

2018 – Exposição fotográfica individual “Instante 70”, uma exposição circulante por diversos centros culturais de João Pessoa-PB